Já que o mais seguro é ficar em casa, a alternativa para dar continuidade às rotinas é aproveitar plataformas de streaming através de diversos dispositivos digitais de acesso. Eventos religiosos, apresentações musicais e artísticas e lives para crianças alavancaram o crescimento do streaming durante a pandemia. Além disso, escolas e universidades continuaram suas atividades através do ensino a distância feito on-line. Algumas pessoas têm até aproveitado o tempo livre para procurar cursos on-line, por exemplo. Afinal, além de usar esses recursos para entretenimento, também é bom continuar produtivo no dia a dia e adquirir mais conhecimento.

Neste artigo, trouxemos alguns dados que mostram o crescimento de streaming durante a pandemia do coronavírus. Essas estatísticas retratam como esse espaço é um novo mercado e pode continuar ativo mesmo após a pandemia. 

Streaming de entretenimento se consolida durante a pandemia

Nos distraímos por um minuto e já tem outra live no ar. É normal, neste período de quarentena, nos deparar com transmissões ao vivo de diversos conteúdos. Entretenimento em modo geral é um desses destaques, afinal, se distrair neste período de isolamento social, é um dos melhores jeitos de se divertir. O Instagram, a rede usada por milhões de pessoas, é uma das plataformas que virou destaque desde que inovou com o recurso de transmitir ao vivo. Em um período onde as lives estão em alta, se destacou ainda mais. 

O próprio Instagram revelou ao site Business Insider que, de fato, houve um aumento de 70% no número de transmissões ao vivo no mês de março. 

Trazendo esses dados para mais perto, o site revela também que esta audiência no Brasil chegou a crescer 50%. Essa demanda refletiu em mudanças que o Instagram fez, implementando nova função para as lives, permitindo que os usuários assistam e participem nos comentários. Disponível até para Instagram Web. 

Crescimento de conteúdo ao vivo no Youtube

A clássica plataforma do Youtube também teve seus destaques em meio às buscas e crescimentos de streaming. Até porque, realizar uma live no Youtube permite mais tempo de transmissão, diferente do Instagram. Ou seja, para quem deseja fazer uma live com longa duração, o Youtube é a plataforma ideal.

De acordo com o site da Revista Exame, as buscas por conteúdo ao vivo cresceram 4.900% no Brasil durante a quarentena. Embora o país esteja entre os países que mais assistem lives, o fenômeno é mundial. A Tubular Labs, consultoria americana especialista no segmento de vídeos na internet, revela que houve um crescimento de 19% nas transmissões ao vivo pelo Youtube no fim de março. Essa média é de quase 3,5 bilhões de minutos por dia.

Segundo o site Meio e Mensagem, Patricia Muratori, head da plataforma no Brasil, afirmou que práticas de brand safety e mapeamento de direitos autorais foram intensificadas durante a alta de transmissões ao vivo. A prática de brand safety alcançou seu amadurecimento e gerou crescimento da receita de publicidade dentro do Youtube que em 2019 chegava a U$ 15 bilhões, quando divulgada pela primeira vez. No primeiro trimestre de 2020, o valor investido por marcas na plataforma chegou a U$4 bilhões. Alta de 33% em relação ao mesmo período do ano anterior. Portanto, é nítido o crescimento do Youtube neste período que até se coincidiu com o início da pandemia. 

Procura por cursos on-line 

Não basta só se distrair e divertir, aumentar a produtividade é uma opção para muitas pessoas. Afinal, muita gente está com um tempinho livre em casa, logo, aproveitar este momento para alimentar os conhecimentos e reforçar suas possibilidades para a área profissional é excelente. 

Segundo o site Terra, que realizou um levantamento on-line com mais de 1,7 mil entrevistados pela NZN INtelligence, 40% dos entrevistados, cogitaram se inscrever em cursos on-line. Estes dados demonstram como a população tem interesse na capacitação em tempos de crise. O interesse maior está entre as pessoas que têm de 18 a 34 anos. 

Algumas plataformas revelaram os dados de procura pelos cursos que oferecem. A Catho Educação, por exemplo, afirmou que entre o final de março e início de abril, houve um aumento de 68% nas matrículas para cursos EAD ou semi-presenciais. Entre o dia 3 e 20 de março, a plataforma registrou um crescimento de 44% na procura por cursos on-line. Outro curso que fez seu registro, foi a Escola de Idiomas Babbel, que afirmou um aumento de 25%, entre a segunda quinzena de março e o início de abril.

O interesse por aprendizado em idiomas realmente ganhou destaque. Até porque, falar outra língua é algo muito desejado para valorização e impulsiona a carreira. Uma matéria do site Metrópoles, afirmou que a EF English Live, escola de inglês on-line, teve um crescimento de 55%  pela busca de cursos de inglês no Brasil. Na escola, o número de alunos ativos cresceu 40%. 

Programações religiosas também estão no streaming na pandemia

Eventos religiosos também estão conquistando espaço nas plataformas de streaming na pandemia. Com a suspensão de atividades e fechamento das igrejas, devido a pandemia, muitos líderes religiosos encontraram nas plataformas on-line um modo de dar continuidade em suas práticas e se conectar aos fiéis pelo país afora. 

Segundo o site do G1, no início de abril, o total no mundo inteiro de espectadores em lives religiosas e espirituais no Facebook foi mais que o triplo, se comparado ao mesmo período de março. Na mesma semana, o Facebook bateu recorde com o maior número de transmissões desse tipo desde o lançamento da plataforma de transmissão ao vivo na rede social em 2016. 

Desde que o Google começou a divulgar dados de busca, em 2008, nunca houve tantas pesquisas com as palavras “missa” e “culto”. O salto nas pesquisas relacionadas à religião no Brasil, começou no final de fevereiro deste ano. Diante das buscas sobre temas religiosos, os espectadores tem procurado por missas ao vivo. Além disso há também a busca também por nomes de religiosos famosos como o padre Reginaldo Manzotti e padre Fábio de Melo, que são populares na comunidade católica. 

Não apenas as missas se adequaram ao streaming durante a pandemia. Os padres também têm feito vídeos de reflexão com alguns temas. Além disso, abordam assuntos que confortam os fiéis num período tão difícil de pandemia. O padre Fábio de Melo é a figura mais famosa nesse sentido. Ele tem até realizado lives com participação de outras pessoas, trazendo assuntos variados do mundo atual, não apenas assuntos que seriam tratados na igreja. 

É visível que as plataformas de streaming estão se tornando uma alternativa interessante para vários segmentos. Já se perguntou como seu negócio pode estar mais alinhado ao que o mercado espera? Leia os outros artigos deste blog para ter bons insights. 

Leave a comment